Location

Em 2016 a vindima começou a meio do mês de agosto, mais cedo do que é habitual, para fazer face ao calor intenso, depois de um inverno muito rigoroso e de uma primavera de temperaturas baixas. Não obstante, vindimaram-se uvas em perfeitas condições de maturação, com um grau alcoólico baixo e uma acidez viva e fresca.

2016

Location

Em 2015 não houve qualquer stress hídrico, muito pelo contrário, as condições climatéricas foram muito favoráveis - com sol, calor e pouca humidade - e traduziram-se em mostos equilibrados, na suavidade dos taninos e na intensa concentração de cor.

2015

Location

Em 2014 as vindimas tiveram início em agosto, confirmando a previsão de um ano precoce devido à grande quantidade de água acumulada durante a primavera e o inverno. A qualidade dos vinhos, contudo, não foi minimamente afetada, muito pelo contrário: os brancos têm uma frescura, uma mineralidade e uma precisão fora do comum e os tintos são muito equilibrados, com grande frescura e uma fruta limpa e fugaz.

2014

Location

Em 2013 a chuva do inverno e da primavera foi preciosa para repor os níveis de água no solo, mas o calor intenso a partir de junho levou a que as vindimas fossem antecipadas para meados de agosto, uma decisão que impediu que a chuvas fortes do fim de Setembro afetassem os trabalhos. Os vinhos, esses, são extremamente equilibrados, com muita frescura e boa concentração.

2013

Location

Em 2012 as temperaturas e a precipitação foram abaixo da média e, por isso, as produções foram naturalmente baixas. Contudo, a qualidade não foi afetada e temos vinhos extremamente ricos e saborosos que, por serem jovens, merecem ser guardados em cave por muitos anos.

2012

Location

Em 2011 a precipitação no inverno foi acima da média e as temperaturas no verão foram bastante elevadas. No entanto, a altitude de Freixo de Espada-à-Cinta é-nos favorável e graças às noites frescas mantivemos a acidez necessária para produzir um “vinho equilibrado e cheio de classe”, 95 - Decanter.com (MARITAVORA GRANDE RESERVA BRANCO).

2011

Location

Em 2010 tivemos um inverno muito chuvoso e um verão quente e seco, que se traduziu em vinhos algo discretos enquanto jovens, mas com uma acidez bem vincada e estrutura equilibrados. “O aumento de complexidade com o passar dos anos em cave tem sido notável e prova o potencial de guarda deste vinho” - 18.5, JPM (MARITAVORA GRANDE RESERVA BRANCO).

2010

Location

Em 2009 a precipitação total foi inferior à média anual ocorrida entre 1930 e 1960 e as temperaturas elevadas sentidas nos meses de Agosto e Setembro condicionaram as vindimas, o que se traduz em vinhos menos equilibrados e mais alcoólicos.

2009

Location

Em 2008 a precipitação foi igualmente elevada, mas as temperaturas não condicionaram as vindimas, pelo contrário, as noites especialmente frias o mês de Setembro contribuíram a obtenção de mostos tintos bastante fechados na cor e de grande intensidade aromática e de mostos brancos baixos em teor alcoólico e altos em acidez total.

2008

Location

Em 2007 as chuvas vieram repor as reservas de água no solo mas deram, também, origem a surtos de míldio. As temperaturas frescas de Agosto e inícios de Setembro atrasaram a maturação, num ano marcado claramente pelas condições climatéricas. No entanto, a qualidade manteve-se com vinhos brancos muito elegantes, complexos e cheios de caráter mineral e vinhos tintos com cores fantásticas e uma acidez incrível.

2007

Location

Em 2006, regra geral, um ano seco, houve muitas oscilações de temperatura e com uma tempestade de granizo em junho que varreu as vinhas. Em Setembro, as temperaturas foram muito elevadas e para se evitar a sobrematuração das uvas, as vindimas começaram mais cedo do que o previsto e o resultado foram vinhos tintos com boa graduação alcoólica e equilibrados e vinhos brancos de aroma mais discretos.

2006

Location

Em 2005, depois de um inverno muito seco e relativamente frio e de um verão muito quente, a vindima decorreu entre o início de Setembro e meados de Outubro e deu origem a vinhos muito finos e elegantes, com boa acidez e cheios de personalidade.

2005

Na Maritávora, estamos atentos às condições climatéricas que afetam as nossas vinhas e, apesar de sabermos que a Natureza é uma força incontrolável, temos como missão salvaguardar os níveis altos de acidez e evitar graus alcoólicos elevados nos nossos vinhos.

PortugalEnglish